Os anos que passamos juntos

Casada madura procura 269325

Sei que cada um tem a própria vida agora, mas queria dizer que ainda tenho esperança de retomar tudo de onde paramos. Ao seu lado, eu vivo uma vida que nunca imaginei. Os anos que passamos juntos me ensinaram muito sobre o amor e sobre quem eu sou. Aprendi a estabelecer limites, a compreender, a dialogar e a demonstrar os meus melhores sentimentos. Você acolheu a minha essência e me deu liberdade para ser eu mesmo, acabando com minhas inseguranças e com meus medos. Nunca vou conseguir te agradecer por isso, meu amor, mas sigo tentando!

Ela é linda e eu acho que tem que chegar nos caras e se impor fazer algum tipo de ameaça para que a namorada perceba que sou um macho protetor. Ao mesmo tempo que a cobiçamos, temos um pavor quando ela fica proximamente demais. Elas também se acham esquisitas e desinteressantes em dias ruins. Ninguém transborda autoconfiança o dia todo. Você pode seguir agindo como um cão que pastoreia as ovelhas e tomar mordiscando os pés delas para mantê-la na trilha, ou ser como o pastor que anda firme em fronte e segue quem quiser seguir. Se ela se interessa por isso, vida bem. É a vida dela. Único é possível amar de verdade soltando a pessoa amada.

Casada madura procura 527819

Embaraço do homem Na vigência do casório ele se sente preso e conexo. Depois você vai ver que na próxima você vai olhar da janela e querer dançar na chuva ligado com o seu companheiro. Principalmente quando o casal vive brigando, agressões verbais e até física. Separar muitas das vezes é uma forma de se libertar! A Plenitude da imaturidade! Quando nos casamos, éramos ambos apaixonados e românticos. Dormir ou sair do próprio ambiente significava uma despedida que exigia um beijo ou abraço. Acordar ou voltar ao ambiente representava um reencontro que também exigia o mesmo. Isso transmitia amor, saudades, alegria e uma imensa sorte por termos encontrado um ao outro.

Um amor só é verdadeiro se os dois ficarem juntos para sempre? Ele ficou doente e estive sempre ao lado dele. Fiz tudo o que podia fazer. Carlos foi o seu primeiro amor. Os seus caminhos cruzaram-se no comboio que os levava da sua terra, no interior do Algarve, até Silves onde ambos frequentavam a escola comercial. Íamos aos bailes juntos, mas ele dançava com as raparigas de fora e eu ficava ciumenta. Foi com este sentimento que os dois começaram vidas separadas. Maria de Jesus acabou por se casar com um rapaz que também andava na mesma escola e com quem um dia foi dançar num baile. A partir daí começaram a namorar.

1161116211631164116511661167

Leave a Reply

Your email address will not be published.